Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letra Éme

uma série de devaneios meticulosamente desordenados

Somos todos pessoas

17.09.19
Já pensaram no medo que temos em falar com estranhos na rua?  OK, os extrovertidos poderão responder "medo? que medo?". Ótimo para vocês, a sério. Comigo não é assim e sei que não estou sozinha neste tema. Sinto uma certa desconfiança, um desconforto que me faz evitar trocar mais do que o ar que nos rodeia.   Há uns dias fui abordada, praticamente à porta de casa, por uma pessoa que me pediu indicações em inglês. Eu respondi educadamente e expliquei-lhe as direções. O (...)

Uma Educação - Tara Westover // Opinião

15.09.19
O que é a Educação? De que forma é que pode influenciar-nos ao longo da vida? Pode haver mil e uma respostas a estas questões, mas garanto-vos que vale a pena conhecer as de Tara Westover. Uma Educação é a história de uma menina que nunca foi vacinada, não tinha certidão de nascimento e só entrou numa escola aos 16 anos de idade. Tara cresceu no seio de uma família numerosa, empreendedora e imensamente agarrada às suas ideologias, que vão muito além da religião - o Mormonismo. Devo dizer que gostei muito da

O Milagre da Manhã

08.08.19
Há um lugar, na minha rua, onde gosto especialmente de ver o sol nascer. Talvez ninguém lhe ligue nenhuma, a verdade é que alvorada após alvorada não vejo vivalma a passar por ali. Permito-me, assim, sentir que sou espectadora única, sortuda, afortunada, privilegiada por assistir a este espectáculo ao vivo e a cores - e que cores! Sempre fui fascinada pelo pôr do sol, mas o amanhecer está a roubar-me o coração a cada novo dia e o seu poder é inegável. Decidi começar a (...)

A escrita, sem tabus!

27.02.19
O processo de escrita é uma coisa complexa. Em primeiro lugar, porque temos tendência para imitar outras pessoas até conseguirmos encontrar a nossa própria voz, o que parece uma coisa mesmo horrível, não é? Bom, não é assim tanto. Na realidade, vivemos super influenciados pelas coisas e pessoas que nos rodeiam e por conceitos já formados na nossa mente dos quais nem nos apercebemos. Calma. Está tudo bem. É mesmo assim.   De facto, isto de deixar a nossa pequena pegada no (...)

Os Anagramas de Varsóvia | Opinião

09.11.18
  Para Erik Cohen, o inverno de 1940 foi o mais frio e doloroso de todos. Vivia-se, e principalmente morria-se, em pleno Holocausto. Esta história acontece no gueto judaico de Varsóvia, o maior da Polónia, onde foram enclausurados cerca de 380 mil judeus. É neste contexto que Erik se vê forçado a partilhar um apartamento com a sua sobrinha Stefa e o sobrinho-neto Adam. De início, sempre contrariado, era visto como o tio velho e rabugento. Porém, pouco tempo depois Erik rende-se (...)

Uma pausa para acertar o compasso

30.06.18
Ericeira, Junho 2018.   Começa pela letra éme, mas não é de todo associada ao nome deste espaço. Mesmo assim, não deixa de fazer parte de mim, de ti, de tudo e de todos. Falo da morte.   Como encará-la? Como consolar a tristeza que nos deixa? Quanto tempo demora a sarar as feridas que causou? Onde descobrir as razões, os motivos?   ( Continuar a ler )   

Os meus livros em 2017 // Parte 2

12.03.18
Estavamos já a meio do ano quando me apeteceu experimentar algo novo, romântico, meloso, assim como os romances de Nicholas Sparks. Veio então parar-me às mãos o livro No Teu Olhar. Estava muito curiosa por conhecer a escrita deste autor, no entanto, com este livro percebi que ele não escreve só histórias dramáticas, de partir o coração. Aliás, este livro tem muito pouco de romance (que pontaria, hein?) e muito mais de acção/thriller. Não me partiu o coração, não me fez (...)

2 meses de blog e uma vida de contradições

16.01.18
    Criei o Letra Éme dia 16 novembro, quase no fim de um ano que foi muito bondoso para mim. A minha maneira de agradecer e de retribuir todas as coisas bonitas que me aconteceram foi dar um pouco de mim também e arranjar coragem para me expor de uma forma que ansiava há muito, muito tempo. Deixei de lado o medo e a vergonha, típicos de quem está prestes a "falar" em público, tirei algumas ideias da caixa, passei para a concretização e aqui estás tu a ler-me.   Às vezes (...)