Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letra Éme

Livros, viagens & devaneios

30
Jun18

Uma pausa para acertar o compasso

janelaparaomar.jpg

Ericeira, Junho 2018.

 

Começa pela letra éme, mas não é de todo associada ao nome deste espaço. Mesmo assim, não deixa de fazer parte de mim, de ti, de tudo e de todos. Falo da morte.

 

Como encará-la?

Como consolar a tristeza que nos deixa?

Quanto tempo demora a sarar as feridas que causou?

Onde descobrir as razões, os motivos?

 

São muitas as questões e poucas as respostas. Quero acreditar que todos os acontecimentos incorporam, pelo menos, um motivo. Só assim podemos transformá-los em aprendizagens. Mas, por vezes, dói demasiado ir em busca dos porquês. Porquê naquele momento, àquela determinada pessoa e da forma como sucedeu...?

 

A morte é o nosso pior pesadelo, embora não seja mais do que um facto difícil de aceitar. Preferimos evitar, tentamos esquecer e até negar. Dizem que nestas situações o nosso próprio cérebro utiliza a negação como mecanismo de defesa, para sofrermos menos. Assim conseguimos seguir o nosso caminho, continuamos a mover-nos em círculos, como a Terra faz metódica e incansavelmente há tantos milénios.

 

Gostava de ser mais crente, de celebrar a morte alegremente, como uma passagem e não como um fim. Talvez um dia venha a ter provas. Enquanto isso, permaneço atenta.

 

Faço uma pausa e reconheço que são muitas as coisas que me encantam nesta realidade onde vivo, a começar pelas amizades verdadeiras e duradouras e pelo mar sempre tão tranquilizante. Quanto às realidades onde já não posso regressar fisicamente, arranjo forma de as transportar comigo, envolvidas em gratidão, amor e saudade. Porque a morte só é mesmo definitiva a nível físico, nada mais. Posso não ter ainda todas as respostas, mas para já, é suficiente. 

 

Prossigo num compasso ainda meio desajeitado e aleijado, mas preparado para recomeçar mais uma volta.

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D